Cidade2.png
Cidade2.png
Cidade2.png
Cidade2.png

"Identificar as identidades culturais de uma localidade é elemento base para a criação de propostas que  fortaleçam as relações entre cidadão e cidade. Relações estas que quando fragmentadas promovem a falta de pertencimento e, por sua vez, a quebra de afeto entre o morador e sua localidade."

O diagnóstico de identidades culturais é aplicado a partir da base identitária da comunidade do lugar. Ele considera como significativamente importante as tradições da localidade e a vida comum de seus moradores. 

Os indicadores disponíveis para análises do mercado financeiro ignoram qualquer base cultural. Na verdade, não existe indicador neste setor. A pouca produção realizada pelo IBGE a pedido do extinto Ministério da Cultura e alguns outros institutos, quase sempre em parceria com instâncias do governo, não medem relações e sim, produções. Os números, depois de gerados, informam referências de capital: valor investido no turismo cultural; quantidade de pessoas que compram livros; o número de frequentadores de cinema; o tamanho do mercado de trabalho na área, entre outros dados, sempre balizados no capital. Isso não quer dizer que estes números sejam insignificantes, não são. Até estes, são difíceis de serem gerados. São dados que servem para avaliações de políticas públicas de cultura. Falta mecanismo que avalie a força da identidade cultural no momento da elaboração de um programa de governo, de um plano de gestão e mesmo de políticas que estabeleçam metas de elevação da qualidade de vida.

Em campo, fazer o diagnóstico de potencialidades de uma cidade, significa primeiro (1) reconhecer as identidades culturais do lugar e dos sujeitos; (2) observar se elas estão fragmentadas; (3) buscar entender se existem motivações perceptíveis; (4) tentar localizar no tempo cronológico se existem marcos de elevação e normalização destes conflitos identitários e, então, (5) construir uma base de conhecimento que consolide as etapas seguintes.

parte 1  (arrastado) 2.jpg

Leia mais sobre a TS

acessando o artigo acima